Bloco Lagarto Salgado vai homenagear “Paulo Língua de Fogo” no Carnailha 2020

O Bloco Lagarto Salgado anunciou nas redes sociais o tema que levará para Paraíba do Samba, durante o Carnailha 2020. De acordo com a diretoria, o atual campeão do grupo dos Irreverentes fará homenagem a Paulo Língua de Fogo, destilando fuxicos e futricos como nada mais, nada menos que ele – a língua mais solta da ilha da discórdia personagem querido, conhecidíssimo e de extrema irreverência justamente pela maneira cômica que transmite os acontecimentos locais.

Bloco Lagarto Salgado vai homenagear “Paulo Língua de Fogo” no Carnailha 2020 Notícia do dia 08/01/2020

O Bloco Lagarto Salgado anunciou nas redes sociais o tema que levará para Paraíba do Samba, durante o Carnailha 2020. De acordo com a diretoria, o atual campeão do grupo dos Irreverentes fará homenagem a Paulo Língua de Fogo, destilando fuxicos e futricos como nada mais, nada menos que ele – a língua mais  solta da ilha da discórdia personagem querido,  conhecidíssimo e de extrema irreverência justamente pela maneira cômica que transmite os acontecimentos locais.

 

Veja a apresentação

Quando a conversa inicia com um “…EI, PRECISO TE CONTAR UMA MENINA…” ou “MANA, TU NEM SABE….” pode esperar que vem uma fofoca quentinha saindo do forno.

Falar da vida alheia é cultural, é histórico, tornou-se um hábito que envolve sentimentos, interesses e serve tanto para exaltar como para depreciar pessoas ou instituições.

Fato é que a FOFOCA  faz parte do nosso dia a dia. Quem é que não tem aquela “amiga” venenosa que vive inventando coisas ao seu respeito? E a dita vizinha fofoqueira que senta na frente da casa observando o vai e vem dos seus vizinhos? Tem também a “colega” de trabalho que vive perto só colhendo informações, servindo de leva e trás? Ah, se fôssemos enumerar, não existiria caçamba para tanta língua solta.  Parintins, nossa ilha da discórdia, respira fofoca, fofoca que envolve sujeitos da mais alta corte política até aos mais humildes mortais. A fofoca mora ao lado e ninguém está livre da língua de fogo dos fofoqueiros de plantão.