• Acessibilidade
  • A-
  • A
  • A+

Parintins reforça atendimentos de síndrome respiratórias e muda atendimento de UBSs

Hospital Padre Colombo e Jofre Cohen só atenderão casos graves, conforme programação

Notícia do dia 25/03/2020
Parintins reforça atendimentos de síndrome respiratórias e muda atendimento de UBSs Foto: Yuri Pinheiro

A Prefeitura de Parintins altera a partir desta quarta-feira, dia 25, o funcionamento de suas unidades básicas de saúde da zona urbana para reforçar os atendimentos de síndromes respiratórias e direcionar apenas casos graves para os hospitais Padre Colombo e Jofre Cohen. Com a nova programação, 03 unidades básicas de saúde atenderão exclusivamente paciente com sintomas respiratórios. São elas: Centro de Saúde Dr Toda, na Francesa; Mãe Palmira, no Paulo Correa e UBS fluvial Lígia Loyola na rampa do Mercado Central. Essas unidades atenderão de 7 às 17 horas.

Outras duas UBSs estarão direcionadas a atendimentos gerais como a UBS do bairro da União que funcionará de 7 às 17 horas, e o Centro de Saúde do Bumbódromo que passará a funcionar 24 horas.

A decisão foi tomada em entendimento da gestão municipal e o Comitê de Enfrentando ao Coronavírus, formado por várias instituições.

A Secretaria Municipal de Saúde também colocará a Policlínica Tia Leó para atendimento exclusivo das grávidas do município de Parintins com procedimentos ambulatoriais de ginecologia e obstetrícia no horário de 7 às 17 horas.

O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), na Avenida Paraíba, também atenderá pacientes em regime de emergência, de 7 às 17h.

A Prefeitura de Parintins também informa a sua população que o Hospital Padre Colombo fará somente atendimentos gerais de urgência e emergência. Já o Hospital Jofre Cohen atenderá exclusivamente síndromes respiratórias graves, como suspeitas de coronavírus.

As demais unidades básicas de saúde dos bairros deixarão de funcionar temporariamente, para que seus profissionais sejam realocados para as unidades de referência e também nos hospitais do município.

De acordo com o secretário de Saúde, Clerton Rodrigues, as mudanças são necessárias mediante ao quadro do coronavírus que tem se agravado em todo o Amazonas, incluindo dois casos positivados no município. Ele pede a compreensão da população e que todos fiquem atentos às alterações para que possam ter acesso aos serviços que o município tem a oferecer na área da saúde. "O momento é de responsabilidade, de muito trabalho e até sacrifícios para que os impactos sejam minimizados nessa crise de saúde pública global", concluiu.

Foto: Yuri Pinheiro