• Acessibilidade
  • A-
  • A
  • A+

Sempa discute com representantes rurais pautas da agricultura familiar e regularização fundiária

Melhorias da produção agrícola, redução de perdas, organização do transporte e agilidade na regularização fundiária foram algumas das pautas apresentadas à Secretaria

Notícia do dia 31/03/2021
Sempa discute com representantes rurais pautas da agricultura familiar e regularização fundiária Foto: Assessoria

Melhorias da produção agrícola, redução de perdas, organização do transporte e agilidade na regularização fundiária foram algumas das pautas apresentadas à Secretaria de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa) por agricultoras familiares das regiões do Uaicurapá, Marajó e Gleba Vila Amazônia. 

Na sede da Sempa, o secretário da Sempa, Tião Teixeira, recebeu a presidente da Associação dos Agricultores Familiares e Guaranicultores da Região do Rio Uaicurapá, Jahnny Gonçalves, a presidente da comunidade São Pedro do Marajó, Alcivane Gonçalves, e a agricultora da comunidade Nova Olinda da Gleba Vila Amazônia, Neusa Maria Barroso. 


O secretário ressaltou que o município tem todo interesse em atender a reivindicação das comunidades. Ele assegurou à Associação Agriguarani, apoio logístico para o transporte dos produtos, além de espaço solicitado para a feira de produtos da agricultura familiar do Rio Uaicurapá. A presidente Jahnny Gonçalves, explicou que na região são 60 sócios trabalhando com uma produção diversificada.


Da mesma forma, a Sempa vai buscar soluções para a reestruturação da Casa de Farinha da comunidade São Pedro do Marajó e apoio para implantação de Horta Comunitária. A comunidade também solicitou kit de implementos agrícolas.
No assentamento da Gleba Vila Amazônia a regularização fundiária é a principal demanda, como explicou a agricultora Neusa Barroso. Segundo ela, sem a documentação da terra não é possível buscar financiamentos.


O secretário Tião Teixeira informou que a Prefeitura, por meio da Sempa, formalizou adesão ao programa Titula Brasil que apoia a titulação de assentamentos e de áreas públicas rurais da União e do Incra passíveis de regularização por meio de parcerias com os municípios.


Com a adesão, o município aguarda que a superintendência regional do Incra defina o plano de trabalho e formalize o acordo de cooperação técnica com a prefeitura para execução do Programa Titula Brasil que vai beneficiar os assentados da gleba Vila Amazônia.