• Acessibilidade
  • A-
  • A
  • A+

Empresa Transmissora de Energia do Linhão vai executar Programa de Ações às Comunidades Agroextrativistas do PA Vila Amazônia

O programa está aberto a parcerias com o município, com as entidades, associações e órgãos do setor primário

Notícia do dia 07/04/2021
Empresa Transmissora de Energia do Linhão vai executar Programa de Ações às Comunidades Agroextrativistas do PA Vila Amazônia Foto: SECOM

Em vídeoconferência com a participação de entidades da sociedade civil e Prefeitura de Parintins-Sempa, a equipe técnica do empreendimento Parintins Amazonas Transmissora de Energia SA, apresentou o Programa de Ações às Comunidades Agroextrativistas do PA Vila Amazônia, que será executado com a implantação da Linha de Transmissão 240 kV Oriximiná-Jururi-Parintins e Subestações Associadas.

 

O programa está aberto a parcerias com o município, com as entidades, associações e órgãos do setor primário, a partir de demandas para elaboração de ações e projetos socioambientais como casa de farinha, horta comunitária, saneamento básico, fossas sépticas, água potável e muitos outros.

 

A vídeo conferência foi comandava pela especialista em educação ambiental Rafaela Boaes, o coordenador de socioeconomia Alexandre Paiva, a comunicadora social Delilah Durans é o assistente de educação ambiental Daniel Pinheiro.

 

O coordenador de socioeconomia Alexandre Paiva confirmou a possibilidade de ampliar as ações com a parceria da Secretaria de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa) para atender a vocação da produção local, com projetos voltados para o plantio de mandioca, banana, entre outros.

 

O secretário da Sempa Tião Teixeira disse que o município tem todo interesse em atuar nesse sentido de firmar parcerias com a empresa em benefício das comunidades agroextrativistas.

 

De acordo com a especialista em educação ambiental Rafaela Boaes, o objetivo das ações é prevenir, mitigar ou compensar os impactos negativos e potencializar os impactos positivos, visando o desenvolvimento sustentável e integridade dos grupos comunitários afetados considerados como público alvo do empreendimento.

 

A comunicadora social Delilah Durans, explicou que o planejamento inclui o
Diagnóstico Socioambiental Participativo, entrevistas e oficinas com as comunidades, além da um comitê gestor com a participação de lideranças do PA Vila Amazônia e dos órgãos municipais.
Todos os projetos socioambientais serão elaborados baseadas nas prioridades das comunidades.