• Acessibilidade
  • A-
  • A
  • A+

Prefeitura de Parintins e órgãos de segurança definem ações para tráfego fluvial durante Festival Folclórico 2022

Na reunião foram definidas as ações para ordenamento de embarque e desembarque de passageiro, direcionamento das embarcações, fiscalização e outras ações.

Notícia do dia 13/06/2022
Prefeitura de Parintins e órgãos de segurança definem ações para tráfego fluvial durante Festival Folclórico 2022 Foto: Yuri Pinheiro

Nesta sexta-feira, dia 10, aconteceu no Gabinete da Prefeitura Municipal de Parintins uma reunião com o objetivo de definir ações sobre a segurança portuária da cidade no período do Festival Folclórico 2022. O encontro reuniu entidades como Marinha, ANTAQ, Defesa Civil, Polícia Militar, DNIT, EMTT, SEMOSP,  Vigilância Sanitária, SEDEMA e SEMSA.

A reunião serviu para dar ordenamento às embarcações que vêm ao Festival Folclórico de Parintins. Foram definidas ações como embarque e desembarque de passageiros, atracação em pontos determinados da orla, direcionamento específico para desembarque de equipamentos, logística de trabalho e demais ações voltadas para a organização do tráfego fluvial no município.

A intenção é evitar o grande número de barcos ancorados de forma desordenada na orla de Parintins, como vem acontecendo nos últimos anos de festival. Segundo o secretário de Obras de Parintins, Albano Albuquerque, a reunião definiu ações específicas e áreas determinadas para atuação dos órgãos de segurança. "O objetivo do prefeito Bi Garcia é organizar o espaço fluvial e garantir a segurança de profissionais e passageiros. Definimos áreas para embarque, desembarque e áreas que podem e não podem ter atração de embarcações", informou.

De acordo com o gerente regional da ANTAQ/Amazonas (Agência Nacional de Transporte Aquaviário), Luiz Souza, a estimativa é que apenas 50% das embarcações que vêm para o município possa atracar na orla da cidade. "Vai servir como gerenciamento de fluxo. Ao chegarem no porto para desembarque dos passageiros, a embarcação vai ser direcionada para uma área pre determinada de acordo com a capacidade de  transporte dela", explicou.

Para o controle do tráfego aquaviário, a Marinha do Brasil vai atuar com cerca de 350 militares. O agente fluvial de Parintins, capitão tenente Washington de Souza, informa que "a Marinha, durante o Festival, além das suas lanchas orgânicas, vai estar atuando com mais cinco navios apoiando o município de Parintins na fiscalização do tráfego aquaviário, na atracação/desatracação e fundeio durante o festival".

As discussões e acertos serão formalizados e darão origem a um Decreto Municipal, assinado pelo prefeito Bi Garcia, que vai ordenar o tráfego fluvial durante a realização do 55° Festival Folclórico de Parintins.